capa_allison_600dpi_cmyk_3x3

Allison Lima estreia carreira solo com EP homônimo 100% autoral; vem ouvir

O folk brasileiro ganhou mais um integrante e ele já chega com um EP 100 % autoral. Sob o selo da Universal Music e a produção de Ney Marques, Allison Lima lançou, no finalzinho de setembro, “Allison Lima – Parte 1”, um trabalho que reúne 4 faixas.

“Pouco Se Amou”, a minha favorita no trabalho, abre o EP com uma pegada romântica, falando sobre aproveitar o amor que se tem antes que seja tarde demais. Em seguida, a melodia de “O Que Vier” traz um peso mais country-rock para o trabalho. “A Palavra Certa” é uma faixa mais dançante e traz um refrão que mistura country-folk com a música caipira brasileira. Para encerrar, “S.O.S (Fisherman)”, a minha segunda favorita do disco, traz uma narrativa mais longa e um refrão que casa direitinho português e inglês.

Play para ouvir!

A trajetória até o Folk

Nascido e criado em Campinas, interior de São Paulo, e em um dos principais berços da música brasileira, Allison Lima abriu mão de uma vida tradicional e trabalhou muito até lançar seu primeiro trabalho 100% autoral.

Os primeiros acordes no violão foram ainda na infância, com o pai, Chitãozinho, como professor. O tempo passou e os acordes ganharam arranjos e já na adolescência, se reunia com os amigos para tocar em garagens e na escola.

Aos 20 anos, deixou a faculdade de comunicação social e oficializou sua primeira banda. Foram sete anos como vocalista, um EP e dois discos gravados.

Com o fim do projeto, a decisão de se mudar para os Estados Unidos surgiu como um divisor de águas. Disposto a vivenciar a beleza e o caos do núcleo da música folk nos anos 60, em 2015, foi para Nova Iorque, onde conheceu o músico canadense de indie folk, Jesse Stone (aproveito para indicar que escutem esse cara!).

A afinidade entre os dois logo se traduziu em uma bela parceria e não demorou para que Allison estudasse o repertório de trabalho de Stone e integrasse a banda como guitarrista e backing vocal. Durante um ano, foram dezenas de apresentações em bares e pubs norte-americanos.

Motivado a iniciar seu novo projeto, Allison voltou ao Brasil, trazendo na bagagem, referências de uma vida toda – que vão de Belchior a Beatles, passando por Bob Dylan, Johnny Mitchell, Simon and Garfunkel e Johnny Cash -, e o frescor das novas experiências que o trouxeram até aqui.

Com um repertório que transita entre os clássicos e o que há de mais atual na folk music, Allison deu início a sua carreira no segmento ao lado de Mario Lima e Túlio Airoldi. Com o trio, tocou durante dois anos em bares e festivais, além de compor e gravar suas próprias músicas.

Vídeos Ao Vivo

O músico também disponibilizou os vídeos das quatro músicas do EP. Escolhi a minha favorita para colocar aqui abaixo, as demais vocês podem conferir no YouTube do músico.

Compartilhe