john-kombi

Entrevista: banda JOHN conta a aventura da turnê “Pompeia” a bordo de uma Kombi

A banda JOHN passou 26 dias na estrada a bordo de uma Kombi, fazendo shows para divulgar seu mais novo EP, o “Pompeia” produzido por Lucas Silveira, da Fresno. Nesse período eles passaram por 5 estados do Brasil e ficaram com vontade de ir ainda mais longe. Batemos um papo com eles sobre como foi essa aventura e o que podemos esperar daqui pra frente. O resultado você confere abaixo.

FolkdaWorld: Como foi que surgiu essa ideia de pegar uma Kombi e sair viajando por aí?

JOHN: Desde o começo, nós sempre fomos uma banda de estrada com uma ótima frequência de shows. Já havíamos tocado em muitos lugares e feito algumas turnês, porém, para o novo disco “Pompeia” fomos mais além. Decidimos cair na estrada por um período maior do que o habitual e atingir mais cidades e mais estados para levar o show para o maior número de pessoas possíveis. Como uma banda independente, temos que fazer a nossa própria historia e seguir nosso próprio caminho, sem amarras e pé na estrada.

FDW: E porque uma Kombi, e não um carro mais confortável ou comum, tipo uma van?

JOHN: Primeiramente, num carro não seria possível porque levamos muitos equipamentos e bagagens para este período mais longo (na Kombi já ficou apertado, mesmo), além de que precisávamos dormir e “morar” no veículo. Como fomos sozinhos (sem equipe ou motorista), precisávamos dirigir com habilitação B, o que é possível na Kombi – que tem capacidade para até 9 pessoas, diferente de van que é necessário a categoria D para transporte de passageiros (geralmente elas tem de 12 a 15 lugares). Sem contar a história de que a Kombi é muito mais a cara da banda e desta trip, né?

Foto: Facebook- Jonathan Cunha

Foto: Facebook- Jonathan Cunha

FDW: Quais as coisas mais bacanas que vocês experimentaram nesse período de estrada?

JOHN: O que ficou de mais bacana pra gente nesta viagem foi o clima de união e o espírito de confraternização. Ficou bem explicito pra gente, que para muitas pessoas a estrada não é passageira, é sua vida. Muita gente vive nela e vive dela. O espírito de comunidade e união entre todos que seguem suas vidas ali é algo realmente forte. Alguns indo, outros voltando, se encontrando por acaso. Quem viaja, seja por uma jornada ou por uma vida, te recebe na sua casa, te acolhe, estende a mão e entende o que é estar longe de casa em busca de alguma coisa, seja por trabalho ou aventura. A estrada é um lugar especial. Lugar de conhecer novas culturas, adquirir bagagens de vida, experiências, de levar e trazer coisas boas. A gente, leva música.

FDW: E as principais dificuldades?

JOHN: Quando se trata de ficar longe de casa por tanto tempo é necessário ter em mente que as coisas não serão tão fáceis assim. Dormir entre vários caras numa Kombi, encostado em algum posto de gasolina na beira da estrada com as pernas dobradas é uma delas – ninguém dorme com as pernas esticadas. Quando o sol aparece cedo da manhã, nossa querida Kombi se torna um grande micro-ondas forçando com que a galera implore para que ela volte a rodar para que o vento entre por suas janelas. É um mês sem ar condicionado, nem direção hidráulica. A alimentação é sem frescura e o pão com mortadela se torna seu melhor amigo, a massa e o arroz com linguiça seu prato predileto. Isso, após aprender a acender um fogareiro em qualquer lugar e em qualquer clima. Não entramos no quesito banho, pois nada que 5 reais em um posto de gasolina ou a generosidade de alguém por ai pra ceder um banho – e/ou um pouso com as pernas esticadas.

FDW: Rolou estresse nesse período? Seja por fome ou sono, etc.?

JOHN: Acho que a gente foi pra estrada com o pé no chão. Preparados para a realidade. A fome, o sono e o cansaço muitas vezes causam estresse, e nós cuidamos para não chegarmos aos nossos limites. Mas acontece muito quando se tem uma rotina de shows diários e distâncias longas entre as cidades. O cansaço e a falta de estrutura por algumas vezes estressa, sim. Mas superamos numa boa.

Foto: Facebook- Jonathan Cunha

Foto: Facebook- Jonathan Cunha

FDW: E a trilha sonora? O que vocês andaram escutando nesse período?

JOHN: A gente escutou de tudo, mesmo. Cada um de nós tem uma playlist muito diferente um do outro, então, como tínhamos muito tempo dirigindo por aí, conseguimos ser bem ecléticos entre nós e saber um pouco mais do que cada um escuta. Rolou de escutarmos de Tame Impala a OneRepublic.

FDW: Por enquanto, a Kombi está rodando no Sul e Sudeste do Brasil. Há planos para subir para as outras regiões?

JOHN: O show de lançamento do “Pompeia” está em 5 capitais neste primeiro mês de tour, o que nos faz pensar que é pouco pelo tamanho do nosso país. Queremos levar pra mais estados. Temos planos de fazer Centro-Oeste e Nordeste muito em breve!

FDW: Toda essa aventura vai render um documentário, certo? Há alguma previsão de quando poderemos ver esse material pronto?

JOHN: Sim! Estamos preparando este material. A produtora Querosene, de Porto Alegre, já está trabalhando nisso. Queremos lançar o documentário no inicio do ano que vem. E de antemão já garantimos, tá muito massa!

Foto: Facebook -Sandro Saldanha

Foto: Facebook -Sandro Saldanha


Não deixem de conferir “Versos de Inverno”, o novo clipe da JOHN.

 

Compartilhe