justintimberlake-manofthewoods

Justin Timberlake flopou na ideia de ‘Modern Americana com 808s’ em “Man of the Woods”?

jtmotwartwork

Parece que tomar o caminho de volta pra casa custou críticas pesadas para o muso pop Justin Timberlake. Ele que nasceu em Memphis, no Tennessee, quis retornar às suas raízes musicais com o recém-lançado “Man of The Woods”, onde misturou eletrônico, r&b e elementos country-folk.

Eu, que nunca fui muito fã do rapaz, vou tentar dar minha opinião sobre o disco sem gerar grandes polêmicas, mas apenas observando o que ouvi.

Senti que as pessoas não entenderam muito bem a ideia de Timberlake e acabaram por criar expectativas exageradas sobre o disco.

A verdade é que o trabalho só não soa mais do mesmo porque nele aparecem elementos bem caraterísticos da música sulista americana: cordas em muitas das faixas; slides como na faixa-título, gaitas inesperadas como em “Midnight Summer Jam”. E essa era exatamente a ideia, não era?

E, se observar bem, ele mostra esse lado dele não só nessas características musicais. É preciso prestar atenção no que suas letras dizem. Além de ver as entrelinhas: a família (esposa e filho) do cara participa do disco; a capa mostra uma dualidade em sua personalidade musical… Um disco sempre conta uma história mais profunda do que a gente supõe ao ouvir algumas faixas.

Como disse o Stereogum“se os dois primeiros discos de Timberlake foram sobre se perder na pista de dança, ‘Man Of The Woods’ é sobre se perder na tranquilidade da vida familiar”.

E, gente, vocês viram que quem tá na produção do disco é Timbaland e Neptunes, né? Claro que ia ter uma mistura bem maluca e bem eletrônica nisso aí.

A crítica do The Guardian, uma das que mais gostei, vai mergulhar um tantinho nos elementos e misturas desse álbum. Vale a pena ler, inclusive. O autor conclui dizendo que “os bons bits são ótimos, os ruins é melhor evitar, mas em um mundo pop onde a originalidade não é muito encorajada, há algo realmente louvável sobre a intenção por trás disso e a disposição do autor de pensar fora da caixa”.

Dito isso, achei “Man of The Woods” um disco bem regular. A melhor faixa é, sem dúvidas, “Say Something” que conta com a presença de Chris Stapleton, um dos mais aclamados cantores country da atualidade. E eu confesso que não entendi a participação da Alicia Keys em “Morning Lights”, apesar de ser uma baita fã da cantora.

No mais, acredito que “Flannel”, “Livin’ Off the Land” e a balada “The Hard Stuff” merecem certo destaque para nós fãs de country-folk. As duas primeiras até me lembraram vagamente o que o Judah & The Lion fizeram no “Folk Hop N’ Roll”, sendo que esses fizeram um trabalho bem melhor e enfatizaram mais o o folk em seus arranjos.

Por fim, deixo vocês com o clipe de “Man of The Woods” e o álbum completo.

Compartilhe