pedro-nascente

Pedro Nascente volta ao começo em seu novo disco; Ouça “Back to the Start”

pedro-nascente-capaData de lançamento: 09 de junho de 2017
Selo: Independente

O gaúcho Pedro Nascente tem um ‘q’ dylanesco, mas sem perder a originalidade. E, apesar de sentirmos sua jovialidade (ele tem apenas 19 anos), é impossível não se apaixonar pela maturidade das suas composições e melodias.

Maturidade essa conquistada primeiro pelo Peter Frost, pseudônimo sob o qual Pedro produziu e gravou sozinho nove discos.

Como Pedro Nascente, o músico acaba de lançar seu seu terceiro trabalho autoral. “Back to the Start”, primeiro trabalho do artista totalmente em inglês, sucede “Delírios Sob a Noite Sem Cor” (2015) e do EP “A Princesa” (2016).

A gaita em “Understand”, faixa que abre o disco, já mostra que estamos entrando em um território confortável para nossos ouvidos.

Pedro passeia com maestria pelo folk-blues-rock através das faixas, mostrando toda a sua versatilidade com esses gêneros musicais.

Influenciado por obras clássicas como “After the Gold Rush” (Neil Young, 1970), “Blue” (Joni Mitchell, 1971) e “Blood on the Tracks” (Bob Dylan, 1975) o disco apresenta um Pedro Nascente introspectivo, vestindo-se de Folksinger, em meio a boemia urbana e a poesia da vida amorosa. É um álbum com muita corda, muita gaita, muita narrativa e, certamente, muito talento.

Minhas faixas favoritas são “Leaves Fall”, “True Story Train” e “Firebird”, essa última, em alguns momentos, até me lembrou o Cash.

Ah… Não poderia deixar de dizer que, a foto de capa foi tirada em frente ao primeiro apartamento de Bob Dylan em Nova Iorque, no número 161 da West 4th Street, no bairro Greenwich Village.

Compartilhe