dsc00567

Filme “American Folk” quer trazer as raízes folk de volta

Lançado em 26 de janeiro, o filme “American Folk” mexe com o coração dos americanos e de quem ama a música tradicional do país.

Cutucando a ferida do ataque de 11 de setembro, o roteiro apresenta um duo apaixonado por folk, que cruza o país em um período caótico, fazendo todo mundo cantar as histórias que os une.

Ainda não assisti ao filme, ele está disponível apenas em alguns cinemas e serviços pagos de Streaming, como iTunes e Amazon. Mas pelo trailer, que você pode ver logo mais abaixo, ele parece ser a mistura de 3 filmes pelos quais sou apaixonada: “Once”, “Austin to Boston” e “Away We Go”. Essa mistura não poderia dar errado. Ao menos, é o que espero!

Sinopse

 

american-folk-the-movie-cartaz

“American Folk” é um filme sobre dois músicos Elliott (Joe Purdy) e Joni (Amber Rubarth) que realizam uma inesperada viagem ao longo do país, depois do histórico 11 de setembro.

Desesperados para chegar a Nova York, os dois acabam aceitando a ajuda de um amigo da família de Joni, que empresta a eles uma Chevy Van, 1972, velha e enferrujada.

O choque e o estresse do 11 de setembro rapidamente ameaça descarrilar a jornada da dupla de atravessar o país, até que eles descobrem o que têm em comum: o amor por canções folk antigas.

Armado com uma pilha de violões deixadas na van, Elliott e Joni levantam a voz juntos (e com aqueles que encontram na estrada), recontando a natureza curativa de música e testemunhando uma nação de pessoas que, mesmo durante o luto, conseguem levantar-se mutuamente na sequência da tragédia.

Com uma gentileza e beleza refrescantes, “American Folk” crê amorosamente que há espaços entre o sofrimento e o medo, onde a música tem o poder de se conectar.

Ao longo da trama, os músicos Joe Purdy e Amber Rubarth se apresentam com suas vozes hora alegres, hora dolorosas.

Filmado em mais de 3.500 milhas em 14 estados, “American Folk” serve como uma carta de amor para a beleza natural da América, para o estilo de música que os acompanhou por momentos historicamente difíceis e para os “folks” que fazem da América o que é.

Para conhecer mais sobre o filme, você pode acessar o site oficial aqui.

 

Trilha Sonora

 

Os cantores e compositores reais Joe Purdy e Amber Rubarth, que protagonizam o filme, apresentam a maioria das 19 músicas que aparecem em sua trilha sonora.

O tributo à tradição da música folclórica americana visto através dos olhos de dois compositores cruzando um país vulnerável é uma premissa reconfortante.

Os destaques na trilha são os momentos leves entre Purdy e Rubarth em seu material original. Cada um escreveu duas músicas para o filme com o destaque de “This Old Guitar” de Purdy (versão longa), que evoca a emoção e a fragilidade que o tornam um excelente compositor.

Rubarth tem uma habilidade impressionante para canalizar a tradição popular americana, que também flui livremente em suas próprias músicas, como a original, “Townes”. No final, você fica com vontade de ouvir músicas mais originais com colaborações de Purdy e Rubarth.

O álbum do filme já está disponível nas principais plataformas digitais. Play!

Vale lembrar que a Amber Rubarth integra o trio Applewood Road, que já comentamos por aqui.

Compartilhe