away-we-go

Alexi Murdochi e “Away We Go”: duas paixões num só filme

Dia desses eu achei no Tumblr um conjunto de gifs com títulos das canções do Alexi Murdoch que estão presentes em “Away We Go”, resolvi então fazer um post sobre o assunto um pouco diferente dos posts mais “tradicionais” por aqui. E meio que inspirado no relato do Pedro sobre os 10 anos do “Once”.

Dígamos que conheci o Alexi e o longa no mesmo dia. A paixão por eles foi imediata!

Tudo começou quando eu, depois de um dia cansativo de trabalho, passei por uma banquinha de DVDs e uma capa me chamou a atenção. Parei, peguei o DVD, olhei a capa de perto, li a sinopse e, apesar de não me orgulhar disso, levei pra casa aquela versão pirata.

away_we_go_poster

Que história! O filme salvou meu dia. E ali “Away We Go” acabou se tornando o meu filme favorito da vida. Continua sendo até hoje. Enredos com situações do cotidiano são os que mais me agradam. Eu amo ver a vida sendo representada através da arte. Gosto de longas que mostram situações diárias que podem ser vivenciadas por mim, em algum momento da minha jornada. Ainda que eu não passe por aquela experiência, gosto de me imaginar nela. Gosto de pensar em como reagiria se passasse pela mesma situação.

Não tenho certeza, mas acredito que “Away We Go” não passou nas telonas do cinema aqui no Brasil, ele também não está no catálogo do Netflix, nunca consegui encontrar um DVD original numa prateleira das Americanas. E mais, emprestei o meu pirata para alguém que nunca me devolveu. Mas recordo as belas cenas da fotografia primorosa do diretor Sam Mendes (sim, é o mesmo de “Beleza Americana”).

Alinhada com as cenas e o enredo inteligente e sensível de Dave Eggers e Vendela Vida, encontramos uma das melhores trilhas sonoras da vida. As poesias musicadas de Alexi Murdochi aparece em 9 das 13 faixas. Elas se dividem entre as canções do seu primeiro disco “Time Without Consequence”, lançado em 2006, e o segundo “Towards the Sun”, lançado em 2009. Únicos que ele lançou até então. As 4 demais faixas são de Bob Dylan, George Harrison, The Stranglers e The Velvet Underground.

Confesso, que, pelo menos, uma vez por mês, eu vasculho as redes sociais do Alexi para ver se ele está preparando algo novo. Mas o cara tem um estilo diferente, sua música não é para o mercado. É para vida. Sendo assim, espero com paciência.

A propósito, a mesma paciência que os personagens Burt (John Krasinski) e Verona (Maya Rudolph) tiveram ao longo do filme para encontrar o seu lugar para viver, me mostrando – no final – uma das cenas mais lindas que já vi num filme.

Não quis falar muito sobre o enrendo, já comentei sobre ele aqui. Mas quero lembrar que, em junho, o longa completou 8 anos. Dígamos que 99,5% das pessoas que conheço nunca ouviram falar desse filme. Continuo insistindo: é o melhor que já vi até agora. Espero que vocês também o assistam, e também se apaixonem pelas cenas, pela história e pela trilha.

Abaixo, compartilho com vocês a trilha sonora e os gifs de “Away We Go”.

http://thelunarboy.tumblr.com/post/55996132370/favorite-soundtracks-away-we-go-2009

Compartilhe